Chuveiro com sensor desliga assim que a pessoa sai de baixo da água

O chuveiro é um grande vilão doméstico quando se trata de desperdício de água e energia. Desligar o registro é um jeito simples de economizar, mas nem todo mundo lembra deste simples detalhes na hora do banho. Por isso, Evan Shneider, um jovem norte-americano decidiu criar o OaSense, um chuveiro que desliga assim que a pessoa sai de baixo da água.

A lógica por trás do equipamento é muito simples: cortar o consumo de água e energia quando eles não são necessários. Isso significa não desperdiçar recursos enquanto o usuário está se ensaboando ou lavando o cabelo, por exemplo.

Com um sensor acoplado próximo à saída de água, assim que o usuário se desloca para fora da área do chuveiro, ele simplesmente para de funcionar, sendo retomado quando a pessoa retorna ao espaço. O processo é o mesmo das torneiras equipadas com sensores.

Além disso, o OaSense possui controle de pressão para reduzir a quantidade de água gasta durante o banho. Como foi criado nos Estados Unidos, este é um detalhe muito importante, já que não é possível controlar a vazão dos chuveiros no registro, controla-se apenas a temperatura da água.

O criador está em busca de financiamento coletivo para produzir o OaSense em larga escala, mas o equipamento já está disponível para venda on-line. Clique aqui  para mais detalhes.

 

Fonte : ciclo vivo

chuveiro_com_sensor

Confira 17 cursos do Senac on-line e totalmente gratuitos

O Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) oferece um total de 17 cursos profissionalizantes dentro do PSG (Programa Senac de Gratuidade). Os cursos são totalmente gratuitos, voltados para quem procura uma nova colocação no mercado e quer deixar o currículo tinindo.

A aprendizagem é feita on-line, na plataforma do Senac. Vale lembrar que todos os cursos disponíveis têm certificado de conclusão. Quando o curso está com inscrições abertas é só clicar no botão “Inscreva-se”. Caso contrário, aperte em“Registre seu interesse” para aguardar a próxima turma.

1. Agente de Desenvolvimento Socioambiental

2. Agente de Projetos Sociais

3. Agente de Viagens

4. Almoxarife

5. Assistente de Secretaria Escolar

6. Camareira em Meios de Hospedagem

7. Garçom

8. Governança em Meios de Hospedagem

9. Informática Básica com Internet e Mídias

10. LIBRAS Básico – Língua Brasileira de Sinais

11. Língua Portuguesa

12. Maître

13. Operador de Caixa

14. Operador de Computador

15. Recepcionista em Meios de Hospedagem

16. Vendedor

17. Vendedor de Produtos e Serviços Ópticos

Podem se inscrever aqueles cuja renda familiar mensal por pessoa não ultrapasse dois salários mínimos. É preciso preencher uma ficha com informações pessoais e assinar uma declaração de renda, após clicar em seu curso de interesse.

 

Fonte: Catraca Livre senac

Máquina Transforma garrafas pet em blocos para a construção civil

O projeto, classificado em terceiro lugar nos Prêmios Professor Samuel Benchimol e Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente – edição 2015 – cuja premiação ocorreu no último dia 27, em Porto Velho (RO), conforme Rocha também é uma alternativa para diminuir a poluição causada principalmente pelas garrafas PET, que são consideradas as grandes vilãs da poluição ao meio ambiente.

Rocha explica que é possível pegar o lixo que flutua nos rios de Manaus, contendo rótulo, tampa, resíduo de argila, musgo ou areia, submeter ao processo simplificado de aquecimento e misturar na “Creponeira”, que obtém um material semelhante ao asfalto, o qual colocado em moldes produz artefatos diversos, que poderão ser aplicados em três horas e utilizado na construção civil.

O economista, que trabalha na Divisão de Perfil e Desempenho (DPDES) da empresa Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam), destaca que a máquina protótipo chamada de Creponeira mostrou resultados consistentes para a área da construção civil. “Produzi bloquetes de pavimentação que serve para revestimento de praças, ciclovias, calçadas, além de pedras de meio fio, estacas de cerca, entre outros”, conta.

Conforme Rocha, o material que é construído com embalagem de garrafas PET (refrigerante, óleo, shampoo, água, entre outras), junto com seixo, areia, vidro e até Resíduo de Construção e Demolição (RCD), é muito resistente. “É durável porque as propriedades do plástico que fica mais de 200 anos na natureza até se decompor são incorporadas nesse composto. Outra coisa, fica na chuva e não cria fungos”, disse.

A próxima fase é a construção de uma máquina para produção em grande escala. Mário Augusto revela que está com o projeto pronto e em janeiro começará a construir a nova Creponeira que produzirá o composto. “Essa máquina é baseada no aprendizado ao logo do desenvolvimento deste trabalho. Só após sua produção e uso vou poder ter uma planilha de custo mais apurada”, ressalta.

Para o economista, se a proposta de uso do plástico na produção de artefatos para a construção civil cair na aceitabilidade do público, ou seja, tiver boa aceitação no mercado consumidor, ela se transformará numa alternativa para fazer com que esse resíduo deixe de ser resíduo e passe a ser matéria prima para a transformação de um novo produto. “A reciclagem é isso”, concluiu.

Arma contra desperdício

banner_01

O economista vem apresentando, desde 2012, soluções inovadoras com foco, sobretudo, na destinação correta das garrafas PET. Em 2013, por exemplo, ele conseguiu facilitar o processo de coleta, armazenamento e transporte do plástico por meio do “Pisapet”, uma criação que permite diminui em 80% o volume das garrafas de plástico.

Sua criação sustentável já se tornou também uma fonte de renda extra. Ele conta que na internet possui um vídeo no Youtube com demonstração do “Pisapet”, com mais de três mil acessos. Tanto interesse reflete em vendas em todo o Brasil. “Pessoas do Sul e Sudeste me procuram direto com interesse de comprar o Pisapet e as vendas sao boas”.

Resíduos acabam no aterro

De acordo com a Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp), todo o lixo que é coletado nos rios de Manaus, incluindo as garrafas PET, vai para o aterro sanitário da cidade, e não são reaproveitados. No projeto do “Composto de Resíduo Plástico (Crep)”, as garrafas PET, mesmo estando amassadas e sujas, são todas recicláveis.

“Aqui em Manaus, as empresas que reciclam garrafa PET a submete a um processo de separação de rótulos e tampas, lavagem, descontaminação, moagem e trituração para, enfim, formar o poliéster. Isso custa muito energia, dinheiro e mão de obra. Na minha proposta, a garrafa que você vê na rua, amassada, com resíduo de argila, de alga, pode entrar diretamente no processamento, não precisa passar por essas etapas”, salienta Mário Augusto Batista Rocha.

Ele enfatiza que a Creponeira poderá ser utilizada em qualquer comunidade. Além disso, pode ser alimentada ou aquecida com lenha, gás natural ou botija de gás.

Temperatura de 900 graus

A temperatura para queimar tijolo de barro é 900 graus. Além disso, ele ainda tem que passar dois dias queimando. Enquanto para fazer o “Composto de Resíduo Plástico” é preciso uma câmara aquecida a 260 graus no período máximo de uma hora.

Premiações para inovações

Criado em 2004, os prêmios Professor Samuel Benchimol e Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente visam conhecer e apoiar projetos e idéias empreendedoras com foco na inovação e sustentabilidade da região amazônica. Os três projetos mais inovadores ganham premiação em dinheiro.

 

Fonte: A Crítica

Franquia Ecológica

 

Seja um franqueado CAMISETA FEITA DE PET ! A primeira franquia móvel do Brasil para venda de produtos ecológicos!

Um projeto diferenciado  porque a empresa é a única do mercado nacional que está dentro da cadeia produtiva do fio de pet.

Nossa franquia ecológica  permite, aos novos e experientes empreendedores, iniciar uma franquia com baixo investimento e alta probabilidade de lucratividade.

A Camiseta Feita de Pet tem um projeto de recolhimento de garrafas junto a Escolas e Empresas que reconhecem na sustentabilidade uma forma de preservar e de continuar crescendo no mercado.

Hoje temos a Gincana do Pet que consiste numa forma lúdica de demonstrar principalmente entre alunos da Rede Pública ou Privada, a importância da reciclagem:

Dividimos a Escola por níveis fundamental I, fundamental II e Nível médio. Conversamos com os Educadores e explicamos a forma como é feita a Camiseta Feita de Pet . Esse conceito é passado para os alunos e estes são convidados a participarem da Gincana de recolhimento de garrafas. A “competição” se faz entre os níveis para que não haja “concorrência” desleal. Após um período estipulado pela Escola, dentro de cada nível, escolhe-se a sala que mais recolheu garrafas. A Camiseta Feita de Pet premia com uma camiseta, cada aluno desta sala. Assim, os alunos entendem a importância da reciclagem e conhecem um produto que eles ajudaram de certa forma a confeccionar. Dependendo da quantidade de garrafas recolhidas as camisetas podem ser personalizadas com estampas criadas pelos próprios alunos. Esse projeto segue por todo ano letivo

Além da Gincana tivemos outros projetos desenvolvidos ao longo de toda nossa vida Empresarial. Um deles foi o recolhimento de duas toneladas de garrafas Pet no Carnaval de São Luiz de Paraitinga em 2014. Com poucos funcionários e sem patrocínio evitamos que, em torno de cinco caminhões de garrafas, fossem levados ao aterro da cidade. Todas as garrafas recolhidas foram separadas por cor, prensadas e encaminhadas para a recicladora que faz a nossa fibra de Pet.

Acreditamos e fabricamos um produto sustentável e toda a nossa conduta se faz de forma direta, sincera, preservando o meio ambiente e as relações pessoais e profissionais porque acreditamos que sustentabilidade envolve todos os seres vivos da Terra.

Tenha uma franquia ecológica que além de trazer lucratividade, cuida do planeta.

 

A base de toda a sustentabilidade é o desenvolvimento humano que deve contemplar um melhor relacionamento do homem com os semelhantes e a Natureza.

Franquias Ecológicas

 

As franquias ecológicas são empresas especializadas em alimentos naturais, produtos reciclados, suplementos alimentares, brinquedos, objetos decorativos, acessórios, lavagem a seco e muitos outros segmentos.

A empresa Camiseta Feita de Pet é uma franquia ecológica de produtos têxteis.

Nossos franqueados podem vender camiseta, baby look, regata e todo o mix de produtos que temos.

Além disso, podem escolher 11 tipos de negócios que cabem em qualquer bolso.

As franquias ecológicas hoje são responsáveis por abastecer um público que gosta de moda, mas não abre mão de saber a origem dos produtos, a cadeia produtiva e sobretudo como a empresa trata a questão ambiental.

Pensa em ter uma franquia ecológica ?

Acesse : www.franquias.camisetafeitadepet.com.br