Monthly Archives: março 2012

Camisetas com estampas de MEMES

Sempre aparece uma novi na internet que vira febre. Agora é a vez dos memes. Na definição da minha sobrinha “memes é um boneco feio que faz a gente rir” de alguma situação que a gente já passou. E não é que é verdade?

Nessa onda começaram a chegar e mails de clientes nossos querendo camisetas de memes  Ai pensamos: Memes? Meu Deus!

Fomos pesquisar sobre os memes  e olha o que achamos:

“Os memes são tão antigos quanto à humanidade e estão intrinsecamente relacionados com a evolução cultural”. Memes são informações replicantes que, como os vírus, infectam o nosso pensamento, afetam o nosso comportamento, e se propagam de cérebro em cérebro, formando nossa cultura. Assim, o meme é o gene cultural que se reproduz.

Qualquer coisa que possa ser aprendida e transmitida enquanto unidade autônoma é um meme. Por exemplo, ideias, parte de ideias, valores, sons, línguas, palavras, bordões, desenhos, podem ser memes. As doutrinas e religiões são formadas por memes que perduram por séculos. Gírias são memes. O modo como nos vestimos são memes.

O termo “meme”  foi cunhado por Richard Dawkins em 1976 no seu bestseller “O Gene Egoísta”, e vem da palavra grega “mimeme” (que significa “algo que é imitado”). O livro apresenta a ideia do Darwinismo universal em que não apenas as espécies, mas qualquer coisa evolui baseada em variedade, seleção e hereditariedade. Assim, o meme está para a cultura como o gene está para genética. Os seres humanos são máquinas genéticas e máquinas meméticas.

É importante ressaltar que um meme não é um viral, pois enquanto o viral é uma unidade de informação que se espalha sem sofrer alterações, um meme se espalha como um comportamento imitado. O viral termina nele mesmo e o meme pode se reinventar a cada edição. O viral tem fidelidade de copia e o meme não.

 Extraido de http://promoview.com.br/virtual/170407-afinal-o-que-sao-os-memes/

 Que tal o nosso meme recém lançado ?

Camiseta com estampa de MEMES amor e ódio

Você encontra essa camiseta exclusiva com estampa de MEMES na nossa loja virtual: www.camisetafeitadepet.com.br

Vista essa ideia!

Share

Camisetas promocionais para SIPAT

 

Camisetas Promocionais para SIPAT

As empresas hoje se preocupam muito mais com os seus colaboradores, porque começaram a entender a importância desse colaborador para a organização. É ele que gera o capital intelectual da empresa que é o bem mais valioso, entre todos os bens.
Os colaboradores também são os responsáveis pelo sucesso da empresa, na pratica quando um piloto ganha uma corrida, toda a equipe que está atrás dele, é a responsável por isso. Pensando nessa interação entre as empresas, muitas delas usam a SIPAT para aproximar as pessoas do grupo e mostrar aos colaboradores a importância deles no ciclo produtivo.

Mas afinal o que significa Sipat?

Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho) é um programa obrigatório, previsto na legislação trabalhista, portaria nº 3114, NR-5, item 5 a 16.

O objetivo da Sipat é diminuir o afastamento por motivo de saúde e acidentes dos colaboradores (funcionários) realizando uma série de eventos para a conscientização e prevenção de acidentes de trabalho, doenças ocupacionais e até mesmo doenças e vícios relacionadas a comportamentos sociais, como DST’s, drogas, bebidas e fumo.

Desta forma o colaborador de sua empresa ganha em qualidade de vida e sua empresa ganha em maior produtividade, uma vez que a Sipat contribui para dois pontos fundamentais, o desenvolvimento pessoal e profissional.

E o que significa Cipa?

Na mesma legislação da Sipat, as empresas são orientadas a criar uma “Comissão Interna de Prevenção de Acidentes” (CIPA), responsável por realizar ações. Além da CIPA um técnico em segurança, terceirizado, ou contratado pela empresa, dá suporte a Sipat, com tabulações dos riscos ambientais, acidentes mais frequentes e formas de prevenção.

Quer presentear seu colaborador?

Presenteie na SIPAT com qualidade, informe que a cada duas garrafas de dois litros jogadas no meio ambiente, podemos fazer uma Camiseta feita de Pet.

Precisa de palestras com o termo sustentabilidade?

Consulte-nos

Camiseta Feita de Pet ” Vista essa idéia”
www.camisetafeitadepet.com.br
www.eufacoadiferencanomundo.com.br

011 2084 2680 e 011 2639 5977

Share

Respeite o meio ambiente!!!

Muita se fala sobre respeitar o meio ambiente, mas nem sempre sabemos que pequenas atitudes podem trazer mudanças significativas para o planeta, o que precisamos é mudar os nossos hábitos de consumo, e como essa mudança é cultural, sabemos que leva tempo, mas vale a pena tentar.  O  texto abaixo retrata bem  esse choque cultural. Vamos quebrar os paradigmas ?

USE A CABEÇA

Pequenas atitudes que você nem pensava, mas fazem toda diferença.

– Não peça comida para viagem.
Se você já foi até o restaurante ou à lanchonete, que tal sentar um pouco e curtir sua comida ao invés de pedir para viagem? Assim você economiza as embalagens de plástico e isopor utilizadas.

– Participe de ações virtuais.
A Internet é uma arma poderosa na conscientização e mobilização das pessoas. Um exemplo é o site ClickÁrvore, que planta árvores com a ajuda dos internautas. Informe-se e aja!

– Considere o impacto de seus investimentos.
Seu dinheiro não rende juros sozinho. Isso só acontece quando ele é investido em empresas ou países que dão lucro. Na onda da sustentabilidade, vários bancos estão considerando o impacto ambiental das empresas em que investem o dinheiro dos seus clientes. Informe-se com o seu gerente antes de escolher o melhor investimento para você e o meio ambiente.

– Proteja as florestas.
Por anos os ambientalistas foram vistos como “eco-chatos”. Mas em tempos de aquecimento global, as árvores precisam de mais defensores do que nunca. O papel delas no aquecimento global é crítico, pois mantém a quantidade de gás carbônico controlada na atmosfera.

– Nunca é demais lembrar: recicle no trabalho e em casa.
Se a sua cidade ou bairro não tem coleta seletiva, leve o lixo até um posto de coleta. Lembre-se de que o material reciclável deve ser lavado (no caso de plásticos, vidros e metais) e dobrado (papel).

– Faça compostagem.
Cerca de 3% do metano que ajuda a causar o efeito estufa é gerado pelo lixo orgânico doméstico. Aprenda a fazer compostagem: além de reduzir o problema, você terá um jardim saudável e bonito.

– Reduza o uso de embalagens.
Embalagem menor é sinônimo de desperdício de água, combustível e recursos naturais. Prefira embalagens maiores, de preferência com refil. Evite ao máximo comprar
água em garrafinhas, leve sempre com você a sua própria.

– Compre papel reciclado.
Produzir papel reciclado consome de 70 a 90% menos energia do que o papel comum, e poupa nossas florestas.

– Utilize uma sacola de tecido para as compras.
Sacolinhas plásticas descartáveis são um dos grandes inimigos do meio-ambiente. Elas não apenas liberam gás carbônico e metano na atmosfera, como também poluem o solo e o mar.

– Plante uma árvore.
Cada uma delas absorve uma tonelada de gás carbônico durante sua vida. Se preferir, inscreva- se em programas como o SOS Mata Atlântica ou Iniciativa Verde.

– Compre orgânicos.
Você sabia que, além de não usar agrotóxicos, os orgânicos respeitam os ciclos de
vida de animais, insetos e ainda por cima absorvem mais gás carbônico da atmosfera que a agricultura “tradicional”? Se toda a produção de soja e milho dos EUA fosse orgânica, cerca de 240 bilhões de quilos de gás carbônico seriam removidos da atmosfera.

– Informe-se sobre a política ambiental das empresas que você contrata.
Seja o banco onde você investe ou o fabricante do shampoo que utiliza, todas as empresas deveriam ter políticas ambientais
claras para seus consumidores. Ainda que a prática esteja se popularizando, muitas empresas ainda pensam mais nos lucros e na imagem institucional do que em ações concretas. Por isso, não olhe
apenas para as ações que a empresa promove, mas também a sua margem de lucro alardeada todos os anos.

– Frequente restaurantes naturais/orgânicos.
Com o aumento da consciência para a preservação ambiental, uma gama enorme de restaurantes naturais, orgânicos e vegetarianos está se espalhando
pelas cidades. Ainda que você não seja vegetariano, experimente os novos sabores que essa onda verde está trazendo e assim estará incentivando o mercado de produtos orgânicos, livres de agrotóxicos e
menos agressivos ao meio-ambiente.

Você gostou das dicas ?

Use também camisetas ecológicas

Lindos modelos em nossa loja virtual www.camisetafeitadepet.com.br

Texto parcialmente  extraído do site www.viaron.com.br

Share

Camisetas para Biólogos e apaixonados por Biologia

Lançamento: Coleção Notas Ecológicas

Achei um texto muito lindo definindo os biólogos, que mostra como é apaixonante a profissão de um Biólogo:

Biólogo não come, degusta.

Biólogo não cheira,  olfata.

Biólogo não toca, tateia.

Biólogo não respira, quebra carboidratos.

Biólogo não tem depressão, tem disfunção no hipotálamo.

Biólogo não admira a natureza, analisa o ecossistema.

Biólogo não elogia, descreve processos.

Biólogo não tem reflexos, tem mensagem neurotransmitida involuntária.

Biólogo não fala, coordena vibrações nas cordas vocais.

Biólogo não pensa, faz sinapses.

Biólogo não toma susto, recebe resposta galvânica incoerente.

Biólogo não chora, produz secreções lacrimais.

Biólogo não espera retorno de chamadas, espera feedbacks.

Biólogo não se apaixona, sofre reações químicas.

Biólogo não perde energia, gasta ATP.

Biólogo não divide, faz meioses.

Biólogo não falece, tem morte histológica.

Biólogo não deixa filhos, apresenta sucesso reprodutivo.

Biólogo não deixa herança, deixa pool gênico.

Biólogo não tem inventário, tem hereditário.

Biólogo não deixa herdeiros ricos, pois seu valor é por peso vivo.

Nossa saudação aos biólogos e os amantes da Natureza!!!

Para vocês estamos lançando a coleção “ Notas Ecológicas”

Em breve na loja virtual www.camisetafeitadepet.com.br

 


Share

Rio+20 quer deixar legado social e ambiental, diz organizador

A Camiseta Feita de Pet apóia o Rio+ 20

Mais do que discutir os rumos do desenvolvimento sustentável no mundo para os próximos anos, a Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável que ocorrerá em junho no Rio de Janeiro, quer deixar um legado para o Brasil na área social e ambiental, fazendo com que as questões levantadas tornem-se parte do dia a dia da população.

Este é um dos desejos do secretário nacional do comitê de organização do evento, Laudemar Gonçalves de Aguiar, responsável pelo planejamento e pela execução das medidas necessárias à realização das atividades como, por exemplo, administração de material, obras, transportes, hospedagem, recursos humanos e segurança.

Em entrevista ao Terra, Aguiar destacou que a Rio+20 será um momento para que o mundo veja o que já está sendo feito no Brasil, e que espera que durante os três dias do evento (20 a 22 de junho) a cidade do Rio de Janeiro esteja inteiramente voltada para as atividades da conferência. “Em relação a outras conferências, esta é a primeira vez que se é oferecido tantos espaços para a sociedade civil”, relata, lembrando que representantes de diversos setores sociais terão, além do espaço reservado dentro do Riocentro, onde ocorrerá a agenda intergovernamental, o Autódromo de Jacarepaguá (local de concentração e exposições), a Arena da Barra (onde haverá atividades da sociedade civil e será ponto de retransmissão de atividades do Riocentro e dos outros espaços), e o Espaço Vivo Rio (destinado a eventos debates). “O evento será o mais aberto ao público possível”, afirmou.

Logística – Ainda faltam cerca de três meses para o começo da Rio+20, mas há muito que ser feito. O processo de organização já está em andamento há quase dois anos, com o planejamento da logística de transporte, segurança e espaços para sediar o evento. Aguiar informa que neste momento está sendo providenciada a hospedagem para as delegações oficiais. De acordo com ele, nem todos os países confirmaram presença, mas entre 5 mil e 6 mil pedidos já foram oficializados.

“Esperamos que até 50 mil pessoas se credenciem na Rio+20 e mais de 100 chefes de Estado participem dos debates”, aponta o secretário. “Se a gente faz Carnaval e Réveillon no Rio, vamos garantir também um evento deste porte. Todos os órgãos de segurança estarão presentes sob o comando do Ministério da Defesa. Nosso esquema de segurança pode ser comparado ao que foi feito na época da Eco-92?, completa.

Para proporcionar a locomoção dos participantes em todos os espaços do evento, que incluem ainda o Museu de Arte Moderna (MAM), o Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, o Pier Mauá, o Galpão da Cidadania, o Parque dos Atletas e a Quinta da Boa Vista, haverá criação de linhas de ônibus e de metrô específicas, que facilitem a circulação pela cidade carioca. O secretário também contou que está em desenvolvimento o RioCard, um cartão intermodal que reduziria o tempo de filas na locomoção entre os espaços que integram a Rio+20.

Legado – Após a conferência, não haverá prédios, pistas ou obras decorrentes da realização do evento. “O legado será imaterial”, destaca Aguiar. Conforme o secretário, a Rio+20 não é um evento apenas sobre meio ambiente, mas sobre desenvolvimento sustentável, destacando o aspecto social.

Um dos carros-chefes do encontro, segundo ele, será a questão da acessibilidade – para se ter uma conferência inclusiva, que possibilite a maior participação possível de cidadãos. Assim, a perspectiva é que as ações visando ao acesso a cadeirantes e portadores de deficiências auditivas e visuais sejam parte de uma campanha a favor da inclusão, que se estenderá após o término da Rio+20.

Além disso, a redução do número de papel, usando ao máximo às novas tecnologias, servirá de exemplo para a população que participará e acompanhará a discussão. (Fonte: Portal Terra)

Share